Venda de materiais de construção fecha 2013 com recorde

Recorde de vendas

Com um aumento de 4,4% com relação a 2012, o comércio varejista de materiais de construção atingiu um faturamento recorde de R$ 57,42 bilhões, de acordo com pesquisa da Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes da Construção).

O resultado ficou abaixo dos 6,5% projetados pela instituição no início do ano passado e muito próximo da revisão feita em setembro, que colocou um crescimento de 4,5%. Mesmo não sendo o ano esperado pelo mercado, o crescimento foi consistente e demonstrou a força do mercado na economia nacional.

Expectativas para 2014:

A Anamaco espera que neste ano o varejo avance 7,2% com relação a 2013, em função da finalização das obras da Copa e das eleições, que geralmente movimentam o mercado. Se a previsão da instituição for comprovada, o setor terá um crescimento expressivo se comparado à projeção de crescimento do PIB que está na casa dos 3,5%.

Para a Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção), o crescimento do setor para 2014 será um pouco mais modesto. Após um dezembro “surpreendentemente ruim”, o que colaborou para não se atingir o crescimento projetado, a expectativa é que 2014 comece mais aquecido.

Com as vendas impulsionadas pelo setor imobiliário e de infraestrutura, a expectativa é que 2014 tenha um crescimento de 4,5% com relação ao ano passado.

A Plastilit no mercado:

A visão da Plastilit para o mercado da construção civil é o melhor possível, tendo em vista os resultados atingidos nos últimos anos. Para o diretor comercial da empresa, Luis Felipe Morgado, a expectativa é de crescimento contínuo para os próximos 5 anos, muito em função do déficit habitacional e da falta de infraestrutura que o país enfrenta, que necessitará de mais obras tanto na construção, quando restauração de edificações antigas.

Visão executiva - Luis Felipe

Em 2013 a Plastilit deu um salto de qualidade e volume, com a instalação da nova fábrica em Fazenda Rio Grande e aumento da produção, a empresa cresceu na casa dos 25%, ficando bem acima do crescimento do setor e para 2014 a expectativa é de um crescimento de 20%, tendo como principais diferenciais para esses números a excelente estrutura, alto nível de qualidade dos produtos, logística rápida atendendo o pequeno e médio varejo com agilidade e equipe comercial de campo comprometida com a pulverização dos produtos.

Fonte:

http://exame.abril.com.br/economia/noticias/vendas-de-material-de-construcao-devem-crescer-4-5-em-2014

http://exame.abril.com.br/economia/noticias/cresce-venda-de-material-de-construcao-em-2013-diz-anamaco

2 comentários até agora.

  1. GUTIERRES Disse:

    busco representada para Ribeirão Preto e região, experiencia + de 30 anos e referencias

  2. Conexão Plastilit Disse:

    Olá Gutierres,
    Envie uma solicitação para marketing@plastilit.com.br
    Boa sorte!

Voltar ao topo