Ruptura materiais de construção

Loja de materiais de construção precisa evitar ruptura de estoque

A cada 4% de redução no índice de rupturas de um produto, esse mesmo item vende 1% a mais. Ou seja, a disponibilidade condiciona as vendas!

Você não pode deixar faltar um pincel na sua loja de materiais de construção E isso não é exagero. Qualquer ruptura de estoque pode prejudicar seu lucro.!

Afinal de contas, como vender mais se não há na sua loja o que o cliente precisa?

Imagine que você precisa lidar tanto com o profissional da construção, que sabe exatamente o que quer, inclusive a marca, quanto com o leigo que assistiu a um vídeo de dicas de reforma e quer executar um projeto. Seu público é muito diverso e sua loja precisa estar pronta para ajudar, mantendo disponível o máximo de itens possível.

Já viu aqueles vídeos de DIY (Do It Yourself)? Pois é, tem gente fazendo estante de tubos e conexões. Olha só!

https://www.youtube.com/watch?v=twXZ51ZGrSE

Flanges, tubos, emendas em formato de “T”, joelhos. Tudo isso entra lista de itens a serem usados para confeccionar esse tipo de móvel que está muito em alta nas tendências de decoração.

Veja, que no vídeo, a própria arquiteta evidencia não saber o que são flanges. Seu cliente pode estar com a mesma dificuldade para encontrar outros materiais além de tubos e conexões.

Agora pense no seguinte cenário: seus vendedores ajudaram a resolver o mistério da flange, mas não havia esse item em estoque. O consumidor agradece, vira de costas e vai à concorrência comprar toda a lista por causa de apenas um item não encontrado.

Então, o que você deve fazer para não deixar nada faltar? Como evitar as rupturas de estoque ou reposição? Confira!

1 – Porque evitar rupturas de estoque na loja de materiais de construção?

Ruptura de estoque significa a ausência de produtos no mix oferecido pela loja de materiais de construção. E esse problema pode ocorrer por dois principais motivos.

  • Ruptura por falta de estoque: ocasionada por erros de contagem, subtrações indevidas e devoluções não contabilizadas;
  • Ruptura por falta de reposição: ocasionada pela falta de organização e exposição do mix de produtos nas gôndolas.

A ruptura é sempre algo que está fora do planejamento. Mas ela precisa estar presente, já que tudo o que você deseja é não perder o consumidor de vista, depois de tanto esforço para que ele venha a loja. Isso porque, há duas principais etapas na fidelização de um cliente. A primeira delas consiste em atraí-lo para seu estabelecimento.

Para que o cliente lhe procure, você usa métodos de atração. Por isso a sua estratégia de marketing e divulgação do estabelecimento é tão importante. É preciso ter um site, redes sociais e blog de conteúdo, além de fazer campanhas e promoções.

Mas tudo isso cai por terra se a segunda forma de fidelização é frustrada. E ela está atrelada ao fornecimento de uma experiência de compra que fique dentro ou além das expectativas. Quando o consumidor não encontra um produto, é exatamente essa etapa de fidelização que fracassa e impede o desenvolvimento de uma terceira: o pós-venda.

Apesar de o estoque não ser bem visto pela maioria dos empreendedores do varejo, ele é um mal necessário para as lojas de materiais de construção. Isso porque, o consumidor tende a compra tudo em um único estabelecimento. E, se um de seus desejos não é satisfeito, a comercialização dos demais itens pode ficar comprometida.

Além disso, tal situação gera para o consumidor um sentimento de insatisfação. A imagem da sua empresa ficará na memória do cliente frustrado como a de uma experiência ruim. Afinal, o cliente teve o trabalho de ir à loja para se frustrar.

Em resumo, não podem ocorrer rupturas de estoque em uma loja de materiais de construção, pois isso prejudica sua estratégia de como vender mais e impede a conquista de novos cliente.

Mas o que fazer para evitar a falta de produtos?

Como montar e gerenciar seu estoque, evitando rupturas?

Antes de iniciar um gerenciamento de estoque é necessário saber o que seu cliente precisa. Mas só existe uma forma de chegar a esse conhecimento: falhando e aprendendo com as falhas.

No livro “A estréia do líder”, de Paulo Vieira de Campos, há um trecho em que o autor menciona modos de aprendizado. Ele explica que errar é normal. Mas é necessário que o equívoco gere conhecimento, que ensine algo para quem  cometeu a falha. Caso contrário, haverá reincidência na mesmo engano.

Já parou para pensar quantas vezes o cliente foi a loja de materiais de construção e ouviu do vendedor que “o produto está em falta”? Nesse caso, você pode instruir os vendedores a evitarem rupturas sem nem mexer no estoque.

Quer saber como?

Escutando o cliente! Muitas vezes ao entender o que o consumidor deseja e precisa você descobre que mostra ao vendedor que é possível realizar o atendimento com sucesso, de um modo que nem nem mesmo o cliente esperava.

Mas, em alguns casos, o vendedor pode ouvir o cliente e mesmo assim não conseguir ajudar com a sugestão de alternativas. Por isso, dê suporte à equipe ao montar uma planilha com contatos e informações sobre as necessidades do cliente. Se ele precisa de tubos e conexões, como a flange mencionada no início desse texto, cadastre o item.

Com o passar do tempo seu estoque será montado de acordo com seus consumidores. Obviamente que somente isso não é suficiente para evitar rupturas no estoque. Existe a necessidade constante de realização de inventários. Eles evitam os “furos” no estoque e as vendas perdidas.

Outras questões que você precisa observar e analisar são:

  • Sazonalidades e tendências;
  • Produtos mais vendidos;
  • Agilidade na reposição de itens nas prateleiras;
  • Recorrência das rupturas;
  • Planejamento de compras.

Tenha uma gestão mais focada em evitar a falta de abastecimento e potencialize os métodos de como vender mais! Afinal de contas, reduzir em 4% a ruptura de um item, aumenta em 1% as vendas desse mesmo produto.

Tendências de produtos que não podem faltar no estoque

Sabe qual é a melhor forma de se atualizar sobre as tendências que mais movimentam as lojas de materiais de construção?

Isso mesmo: as redes sociais!

Uma voltinha pelo Youtube, Pinterest ou Tumblr vai mostrar para você o que anda o imaginário do consumidor. Os desejos de design e arquitetura movimentam muito a indústria.

O proprietário de um estabelecimento que comercializa materiais de construção tem que estar sempre antenado às tendências de sua área. Isso porque, quando algo novo está chegando ao mercado, geralmente é comercializado somente em algumas lojas específicas. E esse é o momento em que se tem o maior valor agregado aos itens.

Depois disso, as vendas se expande aos demais comércios. Algumas pessoas ficam com medo de investir nesses produtos novos. Mas, de repente, esse produto viraliza como vídeo publicado de rede social.

Então, em 2019, esteja atendo às seguintes tendências:

  • Movimentos DIY e maker;
  • Construções pré-moldadas;
  • Confecção de móveis com esses sistemas de construção modulares;
  • Estilo industrial de decoração;
  • Alternativas mais sustentáveis e energeticamente eficientes, sendo esse uma área promissora;
  • Sistemas interconectados, com IOT não devem ser menosprezados, pois estes certamente estão em alta.

Quando você fica atento a essas tendências, assim como a inovações em produtos já consagrados, garante ao seu material de construção uma vantagem comercial: a de não sofrer com a ruptura em itens aparentemente inesperados.

Afinal de contas, qual consumidor precisa de flanges? Elas não são os itens de tubos e conexões mais comuns. Mas esse interesse surge das redes e do desejo do consumidor, que cada vez mais quer ver sua casa bem arrumada. Para isso, segue dicas de reformas na internet e vai bater à sua porta.

Não deixe que o consumidor saia da sua loja de materiais de construção com as mãos abanando. Evite rupturas. E continue visitando o blog da Plastilit para saber mais sobre como investir em materiais de construção que garantem custo-benefício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.