Bateria movida a açúcar pode ser nova solução para dispositivos móveis

Bateria ecológica

Desenvolvida por cientistas da Universidade americana Virgínia Tech, a bateria a base de açúcar extraído do amido de milho dura duas vezes mais que os equipamentos atuais e tem um custo 10% menor. Além disso, tem uma vida útil muito maior pois quando a bateria “morre” pode ser recondicionada adicionando mais açúcar a seu composto, ao contrário das baterias de lítio que são descartadas ao fim de seu ciclo.

Ainda há algumas dificuldades. As enzimas que criam energia a partir de sua quebra desnaturam com a mínima variação de temperatura e a capacidade de armazenamento do novo suporte o limita a dispositivos portáteis. Para os cientistas esse tipo de bateria pode ser uma importante fonte de energia limpa no futuro.

A expectativa é que essa tecnologia chegue ao público dentro de três anos.

Você já imaginou todas as ferramentas elétricas de uma obra, hoje movidas a baterias caras, descartáveis e poluentes sendo substituídas por baterias sustentáveis, renováveis e que duram muito mais a um custo bem menor?

Sem dizer em todos os equipamentos móveis hoje aplicados em uma empresa como tablets para automação, notebooks e celulares, já pensou em todas as vantagens que você e sua empresa terão com essa nova tecnologia?

Deixe sua opinião e compartilhe conosco mais experiências como essa e nos diga o que você acha que irá permear a produção energética para os próximos anos.

Fonte:

http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/bateria-movida-a-acucar-dura-duas-vezes-mais-que-as-atuais

 

 

Voltar ao topo